Dança do Pote: Projeto une a cultura da dança da Suça com arte da cerâmica tradicional

Dança do Pote: Projeto une a cultura da dança da Suça com arte da cerâmica tradicional

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

A exposição “Dança do Pote” é uma oportunidade de experimentar a beleza da arte em cerâmica, a expressividade da dança da Suça e a sonoridade da música. A combinação dessas três formas de arte cria uma experiencia única e enriquecedora. Que acontece no mês de Junho, de 7 a 26, no Núcleo Integrado de Literatura e Arte (Nila), no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. A entrada é franca.

De acordo com a proponente do projeto, Daniella Aires, a mostra apresenta uma série de peças de cerâmica únicas que capturam a essência da Suça, uma dança cultural vibrante e expressiva do estado do Tocantins.

Através de um trabalho delicado, Wanderley Batista, artista da exposição, moldou cada peça à mão, imbuindo a de detalhes intrincados com cores naturais do barro e técnicas tradicionais da transformação de barro em cerâmica. As peças representam o movimento, evocando a alegria e a energia da Suça. Cada movimento das peças transmite a riqueza cultural e a ancestralidade dessa tradição, convidando o público a mergulhar em um universo de beleza e significado.

“A Suça sempre me fascinou por sua energia e pela forma como conecta as pessoas através da música e da dança”, afirma Wanderley Batista. “Com essa exposição, espero compartilhar minha paixão por essa cultura e convidar o público a apreciar a beleza e a expressividade da Suça através da cerâmica”, pontua o artista.

A realização é do empreendimento Pote de Ouro Arts, com patrocínio da Lei Paulo Gustavo (LPG), via Ministério da Cultura (MinC) e Fundação Cultural de Palmas (FCP).

Sobre o Pote de Ouro:

Fundada em 2019, o Pote de Ouro é um empreendimento com sede no distrito de Taquaruçu, que trabalha arte e cultura tocantinense, com ênfase na cerâmica primitiva.

Serviço:

Exposição Dança do Pote

Quando: de 7 a 26 de Junho de 2024 das 8h às 18h

Onde: NILA – Núcleo Integrado de Literatura e Arte, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho

Entrada Franca

Crédito das fotos: Kairo Gomes e Mariana Félix/ Divulgação
Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens