LAB Cerrado Criativo movimenta a cena audiovisual no Tocantins com formação de novos roteiristas para o mercado

LAB Cerrado Criativo movimenta a cena audiovisual no Tocantins com formação de novos roteiristas para o mercado

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

História de povos indígenas da Ilha do Bananal, um filme de ação de um assalto a banco surpreendente, a de um toca-fitas utilizado como uma máquina do tempo e muito mais. Essas e outras temáticas podem gerar grandes roteiros de curtas a longa-metragens de documentários e ficções no Tocantins a partir dos próximos anos. Eles foram gerados a partir de debates de ideias no projeto LAB Cerrado Criativo, que teve a sua solenidade de encerramento no sábado, 22, com evento no auditório da Universidade Federal do Tocantins (UFT), no município de Porto Nacional, a 63 de Palmas.

A iniciativa foi executada pela produtora Cerrado Criativo e ofereceu mentoria on-line e gratuita para aspirantes a roteiristas e produtores audiovisuais residentes no Tocantins, fomentando o desenvolvimento de profissionais e de sua criatividade para a realização de trabalhos originais. Além dos alunos participantes, que apresentaram um resumo do roteiro elaborado ao longo do projeto, a solenidade de encerramento recebeu a participação especial de cineastas reconhecidos no Estado e País como André Araújo, Eva Pereira e Érika Mariano, que puderam prestigiar a apresentação dos alunos e comentar as temáticas apresentadas.

Dentre os trabalhos apresentados estavam o de Alexandre Javaé da Aldeia Canuanã, morador da Ilha do Bananal, que trouxe a proposta do filme Iny Oraru – que conta a origem povo Iny. Já o artista Jèff Jacom’e e Marta Nardi apresentaram a proposta de Coração Submerso – “Um ex-assaltante de banco, após cumprir pena e ser solto, retorna à cidade onde enterrou sua parte do roubo e descobre que o local agora é uma represa; e Cecília um drama com fantasia que trata sobre a história de uma jovem que acha um toca-fitas onde ela consegue se comunicar com um garoto que viveu nos anos 80.

Com a apresentação dos projetos e a escuta dos direcionamentos e apontamentos profissionais, os novos roteiristas poderão melhor desenvolver o seu trabalho e buscar formas de executar as ideias, que poderão ser transformadas em longas e curtas-metragens e documentários com histórias originais, diversas e criativas.

A idealizadora do projeto, a cineasta Cláudia Roberta considerou o balanço geral do Lab como um grande sucesso. “Ficamos extremamente orgulhosos dos resultados, inclusive alguns projetos já possuem produtoras interessadas na produção. Apesar das atividades terem se encerrado, o trabalho só termina quando os filmes são produzidos, pois esse é o propósito: levar essas histórias incríveis para as telas”, declarou.

Projeto

A mentoria online aconteceu nos meses de Maio e Junho com a formação de um total de 20 pessoas, aspirantes a roteiristas e produtores audiovisuais. O objetivo foi o de incentivar novos profissionais a executarem projetos audiovisuais ficcionais e/ou documentais de curta-metragem dedicados ao desenvolvimento criativo e profissional de conteúdos originais. As aulas ofereceram uma imersão completa no processo de criação, desenvolvimento e produção de roteiros para curtas-metragens.

Cerrado Criativo

Sob a gestão da cineasta e produtora cultural Cláudia Roberta, a empresa Cerrado Criativo é sediada em Porto Nacional (TO) e atua com Consultoria em Economia Criativa e Desenvolvimento e Produção em Projetos Audiovisuais. É responsável pela produção de projetos como a Semana do Audiovisual de Porto Nacional e o Curta-Metragem A Fórmula e o Roteiro “De Geração em Geração” vencedor da Região Centro Oeste do Concurso Cultural de Cinema Feminino Arezzo e Instituto Dona de Si. Além de ter sido contemplada na Lei Paulo Gustavo para a produção do longa-metragem Julgamento de Arlete.

O projeto é uma realização da empresa Cerrado Criativo com patrocínio do edital 023 – Audiovisual, via Lei Paulo Gustavo, da Secretaria Estadual de Cultura do Tocantins.

Ficha Técnica

Mentoras- Cláudia Roberta e Kecia Ferreira

Coordenação Geral do LAB – Samira Ramalho

Assessoria de Imprensa – Cinthia Abreu

Redes Sociais – Hyvanna Corrêa

Coordenação publicitária – Rodrigo Paschoal

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens