Colégio Estadual Bilíngue de Palmas recebe primeira oficina do projeto “Artista, Circo e Comunidade”

Colégio Estadual Bilíngue de Palmas recebe primeira oficina do projeto “Artista, Circo e Comunidade”

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

O Colégio Estadual Bilíngue Criança Esperança, em Palmas, recebeu a primeira oficina do projeto “Artista, Circo e Comunidade”, uma iniciativa que visa promover inclusão, acessibilidade e acesso à cultura circense. O evento, realizado pelo arte-educador circense Rodrigo Kabaradjian, contou com a presença especial da Gerente de Educação Bilíngue de Surdos da Seduc, Amoriana Borges.

A oficina foi um marco na promoção do conhecimento sobre a arte do malabarismo, utilizando diversos equipamentos circenses. Alunos que se comunicam através da língua de sinais tiveram a oportunidade de trocar experiências e vivenciar a magia do circo, em um ambiente inclusivo e acolhedor.

Esse projeto foi viabilizado por meio de recursos da Lei Paulo Gustavo e gerido pela Fundação Cultural de Palmas, demonstrando o compromisso com a democratização do acesso à arte e à cultura. Além da oficina no Colégio Criança Esperança, outras duas atividades foram realizadas: uma no dia 1º de junho, no Espaço do Centro Cultural Circo os Kaco, reunindo crianças do projeto Circo Social, e outra no dia 6 de junho, na Escola de Tempo Integral Fidêncio Bogo.

O objetivo do projeto “Artista, Circo e Comunidade” é promover a inclusão e levar a arte do malabarismo a todas as crianças e para garantir que a oficina fosse uma experiência única e inesquecível para todos os alunos, a equipe contou com a participação de artistas circenses, intérpretes de libras e outros profissionais dedicados ao apoio e à integração dos participantes.

Ver a alegria e a interação entre os alunos foi extremamente gratificante. Nosso objetivo é que cada criança tenha acesso à arte do circo e possa se sentir incluída e valorizada“, afirmou Rodrigo Kabaradjian.

 

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens