Exposição Dança do Pote está aberta no Nila até o dia 26 de Junho

Exposição Dança do Pote está aberta no Nila até o dia 26 de Junho

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Uma homenagem à rica herança cultural da Suça, a exposição “A Dança do Pote” está aberta no Nila – Núcleo Integrado de Literatura e Arte, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, até o dia 26 de Junho. Mais do que uma mera exibição de cerâmica, a mostra é gratuita e traz 18 peças produzidas pelo artesão Wanderley Carvalho, do Pote de Ouro Arts.

As peças expostas refletem a profunda conexão do artista com as tradições e costumes regionais, tecendo um diálogo entre a arte milenar da cerâmica e a vibrante cultura da dança da Suça. “A exposição é uma oportunidade de experimentar a beleza da arte em cerâmica, a expressividade da dança da Suça e a sonoridade da música. A combinação dessas três formas de arte cria uma experiencia única e enriquecedora”, explica o artista.

Através de um trabalho delicado, Wanderley Carvalho, artista da exposição, moldou cada peça à mão, imbuindo a de detalhes intrincados com cores naturais do barro e técnicas tradicionais da transformação de barro em cerâmica. As peças representam o movimento, evocando a alegria e a energia da Suça. Cada movimento das peças transmite a riqueza cultural e a ancestralidade dessa tradição, convidando o público a mergulhar em um universo de beleza e significado. “A Suça sempre me fascinou por sua energia e pela forma como conecta as pessoas através da música e da dança”, afirma Wanderley.

O último dia de exposição, dia 26, contará com intervenção artística, que será aberta ao público.

Além disso, serão aceitos agendamentos guiados com escolas e grupos.

A realização é do empreendimento Pote de Ouro Arts, com patrocínio da Lei Paulo Gustavo (LPG), via Ministério da Cultura (MinC) e Secretaria da Cultura do Estado do Tocantins.

Sobre o Artista

Filho de lavradores  de Taquaruçu, Wanderley Carvalho desde muito novo se identificava com  arte cerâmica acompanhando sua mãe no fazer de potes de barro, observava com admiração as mãos moldando o barro com destreza e precisão, transmitindo saberes ancestrais através de cada gesto. Na  energia do barro e no crepitar do fogo, nasce a paixão pela cerâmica.

Com o passar dos anos, aperfeiçoou suas técnicas através de um curso em torno, absorvendo segredos da tradição e aprimorando sua própria linguagem artística, estudou a argila da região dedicando a realização de vários experimentos  do processo de fabricação e queima primitiva. A cerâmica se tornou para ele uma forma de expressão profunda, um canal para conectar-se com suas raízes e celebrar a rica cultura regional.

Em suas obras, reinterpreta formas e motivos herdados de gerações, preservando a essência da identidade local e a iconografia regional. Através das cores do barro e texturas expressivas, ele infunde em cada peça um toque de modernidade, sem jamais se afastar da autêntica alma da cerâmica tradicional .

Wanderley é um guardião da cultura tradicional, um elo entre o passado e o futuro. Através de suas obras e ensinamentos, ele garante que a chama da cerâmica tradicional continue a brilhar e inspire novas gerações de artistas.

Sobre o Pote de Ouro:

Fundada em 2019, o Pote de Ouro é um empreendimento com sede no distrito de Taquaruçu, que trabalha arte e cultura tocantinense, com ênfase na cerâmica primitiva.

Serviço:

Exposição Dança do Pote

Quando: Até 26 de Junho de 2024 das 8h às 18h

Onde: NILA – Núcleo Integrado de Literatura e Arte, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho

Entrada Franca

Informações: (63) 9 8487-0349

Fotos: Daniela Aires/ Divulgação

Hayla

Hayla

Comente

Relacionadas

Outras postagens